Exercícios - Lit Informação - Barroco - Arcadismo

Lista 3

1. I "A cada canto um grande conselheiro, que nos quer governar cabana e vinha; Não sabem governar sua cozinha, E podem governar o mundo inteiro. Em cada porta um bem freqüente olheiro, Que a vida do vizinho e da vizinha Pesquisa, escuta, espreita e esquadrinha, Para a levar à praça e ao terreiro. Muitos mulatos desavergonhados, Traduzidos sob os pés dos homens nobres; Postam nas palmas toda a picardia. Estupendas usuras nos mercados, Todos os que não furtam muito pobres; E eis aqui a cidade da Bahia?"

II "Que falta nesta cidade?...Verdade. Que mais por sua desonra?...Honra Falta mais que se lhe ponha?... Vergonha O demo a viver se exponha, Por mais que a Fama exalta, Numa cidade onde falta Verdade, Honra e Vergonha (...) E que justiça a resguarda?... Bastarda É grátis distribuída?... Vendida Que tem, que a todos assusta?...Injusta. Valha-me Deus, o que custa O que el-Rei nos dá de graça, Que anda a justiça na praça Bastarda, Vendida, Injusta."

Pode-se dizer que:

O trecho I é lírico e o II é satírico
O trecho I é satírico e o II é épico
Os trechos I e II são satíricos
Os trechos I e II são satíricos

2. "Meu peito também, que chora de Anarda ausências perjuras, o pranto em rio transforma, o suspiro em vento muda."

Para retratar o universo da Contra-Reforma, marcado por contradições e oposições (entre belo-feio, luz-sombra, verdade-mentira, por exemplo), o texto barroco, conforme sugere o excerto acima:

busca, paradoxalmente, a simplicidade, a economia, a palavra exata, que exprima com rigor e complexidade do mundo a que se refere.
socorre-se de uma expressão construída por vaguidades, pela imprecisão deliberada, pela constante busca de imaterialidade de fundo e forma.
rompe a convenção da linguagem ortodoxa e assume um caráter fortemente experimental.
marca-se pela linguagem prolixa e que exacerba todo tipo de recurso – antítese, a hipérbole, o paradoxo, a metáfora.

3. As informações seguintes referem-se ao Barroco. Examine-as e identifique se são verdadeiras ou falsas:

        ( ) Foi o primeiro e decisivo estilo de literatura brasileira (1601 
              a 1768), correspondente à formação da sociedade brasileira, em 
              torno dos engenhos da Bahia e Pernambuco, e ao domínio espanhol.
        ( ) Pode ocorrer que o texto Barroco seja simultaneamente cultista e
              conceptista, que exista ao mesmo tempo o trabalho com a palavra 
              e com a idéia.
        ( ) O Barroco Conceptista valoriza a argumentação sutil, intrincada, 
              o jogo habilidoso de idéias, operando através de paradoxos, 
              sofismas, silogismos, trocadilhos e associações inesperadas.
        ( ) O Barroco Cultista, Gongórico, volta-se para a valorização da 
              forma, da palavra, da ornamentação da frase, do estilo rebuscado
              e erudito. Caracteriza-se pelo abuso no emprego de metáforas, 
              antíteses, hipérboles e pelas figuras sintáticas de repetição, 
              supressão ou inversão de termos oracionais - anáforas, 
              anadiploses, elipses, hipérbatos.
        ( ) Reflete, no plano histórico e ideológico, a atuação do 
              Absolutismo, da Reforma Protestante, da Contra-Reforma Católica,
              da Inquisição e da Companhia de Jesus. Expressa o homem em 
              conflito (Idade Média X Renascimento; fé X razão; Deus X homem; 
              céu X terra; alma versus corpo; virtude X prazer). 

A seqüência correta é:

V, V, V, F, F.
V, V, V, V, F.
V, V, V, V, V.
V, V, F, F, V.

4. Assinale a alternativa que especifica as figuras de linguagem mais utilizadas no Barroco:

metáfora, antítese e hipérbole
metonímia, catacrese e antonomasia
elipse, ironia e eufemismo
n. d. a.

5. O nome de maior projeção durante o período colonial:

Santa Rita Durão
Basílio da Gama
Gregório de Matos Guerra
Olavo Bilac

6. O soneto a seguir é representativo da estética: "Não vira em minha vida a formosura, Ouvia falar nela cada dia, E ouvida me incitava, e me movia A querer ver tão bela arquitetura: Ontem a vi por minha desventura Na cara, no bom ar, na galhardia De uma mulher, que em anjo se mentia; De um sol, que se trajava em criatura: Matem-me, disse eu, vendo abrasar-me, Se esta cousa não é, que encarecer-me Sabia o mundo, e tanto exagerar-me! Olhos meus, disse então por defender-me, Se a beleza heis de ver para matar-me, Antes olhos cegueis, do que eu perder-me."

barroca.
jesuítica
romântica.
árcade.

7. Assinale a alternativa cujos termos preenchem corretamente as lacunas do texto inicial. Como bom barroco e oportunista que era, este poeta de um lado lisonjeia a vaidade dos fidalgos e poderosos, de outro investe contra os governadores, os "falsos fidalgos". O fato é que seus poemas satíricos constituem um vasto painel ...................., que ................. compôs com rancor e engenho ainda hoje admirados pela expressividade.

do Brasil do século XIX - Gregório de Matos
da sociedade mineira do século XVIII - Cláudio Manuel da Costa
da Bahia do século XVII - Gregório de Matos
da exploração do ouro em Minas - Cláudio Manuel da Costa

8. É lícito dizer que a literatura brasileira nasceu marcada:

pela cultura clássica greco-romana.
pelas luzes do racionalismo francês.
pela cultura barroca dos padres jesuítas.
pelo folclore indigenista.

9. "Águas são muitas; infindas. E em tal maneira é graciosa que, querendo-a aproveitar, dar-se-á nela tudo, por bem das águas que tem". No texto anterior notamos:

que Pero Vaz Caminha assume a atitude de um observador frio.
que Caminha se empolga pelas coisas da terra.
que o escritor descobriu águas-marinhas.
Caminha apenas está atento ao que vê, desprezando o entusiasmo tão comum da época.

10. Assinale a incorreta:

A literatura de viagens constitui valioso documento do Brasil-Colônia.
Na literatura de viagens encontramos informações sobre a natureza e o homem brasileiro.
Os primeiros escritos sobre o Brasil pertencem à categoria de literatura, uma vez que notamos neles preocupações estéticas.
O mito ufanista é representado pelo louvor à terra fértil e a natureza como algo exuberante.

11. Assinale com C as afirmações certas e com E as erradas.

        ( ) A estrutura social gerada no Brasil durante os primeiros tempos
              da colonização permitiu um desenvolvimento cultural 
              extraordinariamente rico e fecundo.
        ( ) Nos primeiros séculos, os ciclos de ocupação e de exploração 
              formaram ilhas sociais (Bahia, Pernambuco, Minas, Rio de 
              Janeiro, São Paulo), que deram à Colônia a fisionomia de um 
              arquipélago cultural.
        ( ) A literatura dos cronistas portugueses interessa como 
              conhecimento das raízes da terra, do índio e do colono 
              português, modernistas como Oswald de Andrade e Mário de Andrade
              os recuperam para reagir contra a europeização da cultura 
              brasileira.
        ( ) Nos dois primeiros séculos do Brasil produziu-se uma literatura 
              documental que se desdobra em duas vertentes: o ufanismo e o 
              realismo. À primeira estão ligados cronistas como Pero Magalhães
              Gândavo e Gabriel Soares de Sousa; à segunda, vinculam-se os 
              textos escritos pelo Frei Vicente do Salvador e por Antonil, 
              pseudônimo do jesuíta italiano João Antônio Andreoni.
        ( ) A poesia de Anchieta se marca pelo lirismo ingênuo, desprovida 
              de qualquer maior fantasia, complexidade ou substância mental.

A seqüência correta é:

C, C, C, C, C
C, E, C, E, C
E, C, C, C, C
E, C, C, E, C

12. Assinale V (verdadeiro) ou F (falso), após analisar as afirmações que se seguem sobre o Quinhentismo:

        ( ) A literatura de informação ressalta a importância do trabalho 
              com o estilo, com a forma.
        ( ) A atitude de Caminha em frente à terra recém-descoberta é de 
              decepção e de repulsa pelo índio.
        ( ) A produção informativa do Quinhentismo frente à terra tem maior
              valor histórico-documental que literário.
        ( ) A exaltação ufanista das virtudes da terra prestava-se, também,
              ao incentivo à imigração e aos investimentos da Europa na 
              Colônia.
        ( ) Autores românticos e modernistas valeram-se de sugestões 
              temáticas e formais das crônicas de viagem.
        ( ) A literatura dos viajantes é ocorrência exclusiva brasileira, 
              não tendo nenhum similar em nenhuma outra parte do mundo.
        ( ) A poesia de Anchieta está presa aos modelos renascentistas e 
              reflete, em seus sonetos, uma transparente influência de Camões.

A seqüência é:

F, F, V, V, V, F, F
F, F, F, V, V, V, F
V, V, V, V, V, V, V
V, V, V, V, V, F, F

13. Sobre o padre Anchieta podemos dizer que:

foi autor de Prosopopéia.
foi o autor de um poema em louvor à Virgem e de um poema de cunho encomiástico, louvando a figura de Mem de Sá.
foi o autor de "Auto de Pregação Universal", peça de cunho nitidamente clássico, demonstrando que Anchieta assimilou profundamente o Classicismo.
sua poesia tem como ponto alto Diálogos das Grandezas do Brasil.

14. Relacione a coluna da esquerda com a da direita.

        1. Tratado Descritivo do Brasil             ( ) Pero Magalhães Gândavo
        2. Meu Cativeiro entre os Índios do Brasil  ( ) Fernão Cardim
        3. Cartas do Brasil                         ( ) Gabriel Soares de Sousa
        4. Diário da Navegação                      ( ) Hans Staden
        5. História da Província da Santa Cruz      ( ) Pero Lopes de Sousa
        6. Tratado da Terra e da Gente do Gente     ( ) Manuel da Nóbrega

A seqüência correta é:

5, 6, 1, 4, 2, 3
6, 1, 4, 3, 2, 5
5, 6, 1, 2, 3, 4
5, 6, 1, 2, 4, 3

15. A literatura brasileira do período colonial, em seus primeiros tempos, teve como preocupação acentuada a catequese do selvagem. É o que se vê revelado:

nos Diálogos das Grandezas do Brasil
no teatro de Anchieta
no Tratado da Terra do Brasil
no poemeto épico Uruguai

16. Não houve desenvolvimento literário no Brasil-Colônia porque... Assinale a incorreta:

o isolamento das capitanias e seu desenvolvimento irregular dificultou o contato entre escritores.
inexistência, praticante, da vida urbana
Portugal sempre manteve o Brasil afastado das influências culturais de outros países.
a imitação estrangeira dificultou a imaginação de nossos escritores.

AnteriorAcimaPróxima
Lit Informação - Barroco - Arcadismo - Lista 2ÍndiceRomantismo - Lista 1


Google
Web www.graudez.com.br